Listando posts de "Conto" Tag

O Rato

março 19th, 2015 | by Trevor

Humor ácido com boas dose de sarcasmo, porções de mau humor, cocaína e pitadas de palavrões. Bata num liquidificador sujo e beba sem moderação. Essa é a receita da inusitada narrativa escrita por Rafael Costa, autor do blog Dunkle Phantasie. Já aviso que este conto não é recomendado para pseudo-moralistas. Caso você não seja, aperte os cintos e divirta-se com a leitura!


A Outra

julho 14th, 2013 | by Trevor

Há um provérbio chinês que diz "Se não queres que ninguém saiba, não o faças". Mas convenhamos, é inebriante a adrenalina que sentimos ao flertar com o perigo. A emoção do risco de ser descoberto. Certas tentações ultrapassam os limites da razão, se apoderam de nossa mente e conduz nossa vida para situações funestas. Renan experimentou uma dose dessa tentação. Foi como beijar os secos lábios da morte. É o que veremos no conto de hoje


A Máscara da Morte Rubra

janeiro 6th, 2013 | by Trevor

Estamos em 2013 e ao contrário do que disse a profecia, o mundo não acabou. Mas será que estamos realmente salvos? E se em algum lugar do planeta estiver nascendo uma nova doença, altamente contagiosa e devastadora o suficiente para levar a humanidade a extinção? Esse é o cenário que trago a vocês nesta noite pela visão do mestre da literatura obscura: Edgar Allan Poe. Embora este conto seja uma projeção fantástica da forma em que as pessoas poderosas lidavam com as doenças no passado, este cenário pode ser perfeitamente possível em um futuro próximo, o que traria à tona de nossa realidade o fantasioso mundo cyberpunk. Neste conto, a ficção e a possível realidade se misturam


O Desabrochar da Rosa

janeiro 27th, 2011 | by Trevor

Ainda que certos eventos da vida pareçam desconexos e sem sentido, em algum momento eles se conectam e tornam algo sólido. É assim que constelações inteiras são formadas. Esses eventos são um preparo para o momento mais concreto e importante da vida. Mas e se o ápice da vida for a morte


Carência

janeiro 11th, 2011 | by Trevor

Quando demasiada solidão cria marcas em sua alma, você se torna uma criatura à parte do mundo. As pessoas te olham e sentem-se inconscientemente perturbadas. A partir desse ponto, sua aura levanta um inquebrável muro de solidão que mantém os outros à distância. Esse muro só pode ser atravessado por alguém que tenha a mesma desordem mental que você. Quem nos conta a história de hoje é Lincoln Pereira, que nos enviou este admirável conto de sua autoria. Boa leitura!



Voltar ao Topo ↑
  • † Siga-nos

    Facebooktwittergoogle_plusrssyoutube
  • † Facebook

  • † Twitter

  • † Parceiros

    Blutengel Brasil - Fã Blog

    Alternativo Alemão

    Insanity BH
  • † Pinterest


UA-20981104-1