Contos Rato Monstro

Publicado em 19 de março de 2015 | por Trevor

0

O Rato

Humor ácido com boas dose de sarcasmo, porções de mau humor, insanidade e pitadas de palavrões. Bata num liquidificador sujo e beba sem moderação. Essa é a receita da inusitada narrativa escrita por Rafael Costa, autor do blog  Dunkle Phantasie. Já aviso que este conto não é recomendado para pseudo-moralistas. Caso você não seja, aperte os cintos e divirta-se com a leitura!

Abri meus olhos que doíam pesados como se fossem estourar, a fraca luz que entrava pela janela meio aberta me trazia aquela dor. Estava com minha cara enfiada em uma poça da minha própria saliva sobre a mesa, o cheiro era horrível… Pior do que o gosto de vômito na minha boca.

Tentando firmar minhas mãos levantei o rosto enfeitado por um hematoma entre olho e testa, aquela cozinha estava um caos. À minha frente estavam algumas “porções” de pó, eu não usava aquela merda mas logo ao lado estava uma garrafa de conhaque seca por mim. Tentei mover os pés para me levantar mas algo fazia peso sobre as minhas botas, com esforço me abaixei para ver do que se tratava e ali estava Bruna, uma prostituta morta de olhos grandes, verdes e vidrados… Bile escorria de seus lábios antes vermelhos. Estava mesmo morta por overdose, já vi aquilo antes. Soltei as palavras “puta merda”.

Me assustei batendo a cabeça no tampo da mesa quando ouvi uma risada estridente, me ergui e então vi “ele”. Abaixo da janela estava a pia imunda e em cima dela um rato enorme, velho de guerra e cheio de cicatrizes e músculos, lhe faltava parte de uma das orelhas. Com a voz rouca eu disse irritado:

– Tá rindo do quê animal maldito?

O desgraçado ficou um bom tempo entretido na tigela com cereais que eu esqueci ali, um verdadeiro mendigo esfomeado. Até que me encarou com os bigodes cheios de leite, exibindo aqueles dentes amarelos disse com aquela puta voz irritante:

– HIHIHIHI!!! Olha aí, a merda que você fez seu cara de bunda! É uma bunda mesmo, só serve pra fazer merda igual o bêbado do seu pai! Dessa vez você vai preso, otário! Vão te enrabar na cadeia.

Passei as mãos que suavam frio pelo meu rosto que formigava e tentava ganhar um pouco de lucidez, disse:

– Cala essa boca… Não vou dar ouvidos pra um indigente como você.

Dando alguns passinhos pra frente ele se pôs de pé como se me desafiasse, aquele demônio era grande o bastante pra matar um cachorro. Ele disse:

– A verdade dói não é? Tenho mais dignidade comendo lixo por aí do que fazendo o serviço que gente como você faz.

Me movendo como um louco revirei o interior da minha jaqueta de couro sacando o meu magnum, estava descarregado… Sempre que eu sabia que ia chapar eu descarregava pra não acabar matando qualquer um por qualquer coisa, já tinha acontecido. Com a mão trêmula peguei algumas balas no bolso derrubando outras, parecia mal de parkinson. Enquanto me desdobrava enfiando aquelas balas no tambor o rato zombeteiro ainda falava:

– Isso! Acabe com tudo isso, vai ser melhor pro mundo! Estoure esse saco de merda que você chama de cabeça!

Rindo entre os dentes eu disse:

– Isso é pra você… Filho da puta. Eu não vou morrer… NUNCA!

O rato começou á rir de um jeito que ecoava pela cozinha:

– Hahahaha!!!! Vai usar uma magnum pra matar um rato!? Esperado de um retardado mental como você. Por quê não pega essa arma e enfia no seu…

BUM!!!

O bicho explodiu em sangue e tripas… Atirei de propósito e acertei por acidente com as mãos naquele estado, tanto que o revólver 357 saiu voando da minha mão torcendo meu pulso. O estrago na pia foi considerável também. A cabeça do rato entre toda aquela porcaria ainda ria:

– Mas nem pra matar um rato com uma arma dessas você serve, seu bosta!

Furioso eu me ergui chutando a Bruna, abrindo o armário derrubando os pratos eu dizia:

– Você vai rir no inferno, demônio desgraçado!

Coloquei o liquidificador sobre a pia e tirei a jaqueta, com mãos e braços juntei tudo do rato misturado ao leite e cereal e joguei no copo, com satisfação segurava aquele botão enquanto as gargalhadas minhas e do rato se misturavam ao barulho do motor e lâminas. Quando soltei o botão a paz e o silêncio retornaram, arfando me joguei sentado sobre a cadeira novamente. Ouvi o som da porta se abrindo, era o John. Meu amigo John.

Assim que entrou na cozinha ele estacou mas não se surpreendeu muito pois boa parte daquela bagunça foi feita por ele, o pó e a prostituta morta eram dele, rindo ele disse:

– Ontem foi louco… Eu tava dormindo lá no quintal até que o barulho do teu trabuco me acordou, seu cuzão! Pensei que era sério…

Ele foi até a pia pra avaliar os estragos, viu tudo e disse:

– Mas você tá mais louco que o batman, meteu bala na pia por quê!? Ah olha só… Pensei que você não gostava de framboesa.

John pegou o copo do liquidificador e virou o rato batido com leite e cereais na garganta… Obviamente vomitou tudo na pia.

– MAS QUE PORRA É ESSA!!!!!???

Já com a magnum em uma das mãos oscilando ao lado da cadeira eu disse natural encarando o teto:

– Isso era um rato… Mas também tinha leite e sucrilhos.

Histérico John partiu pra cima de mim:

– FILHO DA PUTA VOCÊ ME DÁ UM RATO PRA BEBER!!!!???

A testa dele foi empurrada pelo cano do revólver, de olhos arregalados ele parou de se mover:

– Calma cara… Calma.

– Eu que digo isso. – Se acalmou, e abaixou a arma.

– Mas cara… Por quê fez isso? Eu podia morrer!

– Não te ofereci porra nenhum, você chegou metendo na boca.

– Que louco faz vitamina de rato?

– Só matei ele, o desgraçado não calava a boca.

– Sei como é… Cadê a Bru?

Recolhendo a arma apontei para baixo. Se abaixando John teve a mesma reação que eu:

– Puta merda… Vamos precisar de um liquidificador bem grande.

Prostituta Morta

 

Este e outros contos você encontra em http://geeknosekai.blogspot.com.br

Tags: , ,


Sobre o Autor

Desenvolvedor de sistemas web, fascinado por estórias sobrenaturais e música obscura. Criou o Lua Sombria para divulgar informações sobre bandas, livros, jogos de RPG e trocar idéias com pessoas que compartilham esses mesmos vícios.



Voltar ao Topo ↑
  • † Siga-nos

    Facebooktwittergoogle_plusrssyoutube
  • † Facebook

  • † Twitter

  • † Parceiros

    Blutengel Brasil - Fã Blog

    Alternativo Alemão

    Insanity BH
  • † Pinterest


UA-20981104-1