Opinião Aesthetic Perfect

Publicado em 22 de agosto de 2014 | por Trevor

Aesthetic Perfection – O próximo álbum voltará ao estilo Industrial?

closeObs.: Você está acessando uma notícia antiga, publicada há 5 anos e 30 dias.

 

Quem já ouviu todos os álbuns do Aesthetic Perfection, certamente notou sua evolução na produção musical e o indiscutível talento que Daniel Graves possui hoje. Seu primeiro álbum – Close to Human – em 2005 marcou a entrada do Aesthetic Perfection na cena Industrial. Foi um álbum simples, sem muita coisa que fugisse dos velhos clichês do Harsh EBM: muita distorção, muito efeito nos vocais. Ainda sim, algumas linhas melódicas marcavam sua identidade fazendo as músicas soarem mais amistosas sem perder a agressividade.

Mesmo fazendo um som agressivo, Daniel Graves já tinha uma queda por melodias mais pop. Isso tornou-se notável em 2007, quando ele criou um projeto paralelo de futurepop chamado Necessary Response. As músicas claramente soavam bem mais distantes do seu projeto principal. Segundo ele, eram faixas que não se enquadravam no formato do Aesthetic Perfection.

No ano seguinte, é lançado o segundo álbum do AP: o tão aclamado A Violent Emotion. Esse eu considero uma verdadeira obra prima: a capa, as letras, as melodias. Todos esses elementos se encaixam e com a dosagem certa de agressividade e melodia. A qualidade de produção é evidentemente maior do que no álbum antecessor. Arrisco dizer até que esse foi o disco que mais trouxe fãs para o Aesthetic Perfection até então.

 

 

Em 2008 sai o terceiro álbum intitulado All Beauty Destroyed. Considero esse também um grande disco. A faixa de abertura é uma verdadeira porrada no ouvido pra fã nenhum botar defeito! Contudo, as demais faixas soaram menos ácidas e com a dosagem melódica um pouco maior, sem falar que Daniel Graves abandonou os efeitos de distorção na voz. Isso foi o suficiente para causar algumas reclamações vindas dos fãs mais ortodoxos.

Essa pegada um pouco mais melódica do All Beauty Destroyed foi um prelúdio do que viria a seguir: o quarto álbum de estúdio ‘Til Death. Embora seja um álbum muito bem produzido e com músicas cativantes, a mudança na sonoridade é gritante! Se o disco Blood Spills Not Far From the Wound do Necessary Response não se encaixava no estilo do Aesthetic Perfection, o ‘Til Death muito menos! Com exceção da faixa The Dark Half, o álbum tem uma pegada bem voltada ao synth-pop. Veja bem, não estou dizendo que é um álbum ruim, mas acho que seria mais adequado se fosse feito num projeto à parte. Pois foi diante disso que me veio a pergunta: Será que o Aesthetic Perfection vai seguir esse rumo daqui pra frente? Será o fim daquele estilo de som do A Violent Emotion que me fez virar fã?

Pois bem, essa semana no Facebook eu me deparei com algo realmente animador:

 

Aesthetic perfection

 

Só explicando o contexto: algumas declarações do Daniel Graves nas redes sociais me levou a crer que ele realmente não gostou nada das críticas do público com relação ao novo rumo que ele havia dado ao AP. Talvez isso o inspirou a fazer a sarcástica música FVCK INDVSTRIAL (que conta com o Combichrist e X-RX como parceiros de crime). A letra parece que foi feita exatamente para provocar aqueles que levam a cena de forma excessivamente radical.

A parte mais irônica é que essa música presente no single Big Bad Wolf é a única que soa como a grande parte dos fãs gostaria: Industrial!  Eu nunca concordei tanto com um comentário de Facebook como esse do nosso amigo Ollie Langmead:

Melhor música que você fez em anos. Seu próximo album inteiro deveria soar assim“.

E então a resposta do Daniel Graves: “Talvez ele será… talvez ele será…“.

Pois bem, será que podemos esperar um álbum nesse estilo do Aesthetic Perfection? Você preferiria um novo álbum seguindo a linha do ‘Till Death? Qual a sua opnião?

Tags: , , , , ,


Sobre o Autor

Desenvolvedor de sistemas web, fascinado por estórias sobrenaturais e música obscura. Criou o Lua Sombria para divulgar informações sobre bandas, livros, jogos de RPG e trocar idéias com pessoas que compartilham esses mesmos vícios.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao Topo ↑
  • † Siga-nos

    Facebooktwittergoogle_plusrssyoutube
  • † Facebook

  • † Twitter

  • † Parceiros

    Blutengel Brasil - Fã Blog

    Alternativo Alemão

    Insanity BH
  • † Pinterest


UA-20981104-1